Espaço de aprendizagem orienta sobre o Zoom, que será adotado a partir de 1º maio

Conteúdo da Notícia

O Tribunal Regional do Trabalho da 15ª Região passa a utilizar, a partir de 1º de maio, a plataforma Zoom como sistema oficial para realização de audiências e sessões de julgamento. Com objetivo de capacitar magistrados, servidores e advogados para a transição de tecnologia, a Escola Judicial da Corte lançou em março um site com manuais, vídeos e ambiente de testes para auxiliar os públicos interno e externo no uso da nova ferramenta. O acesso ao ambiente de aprendizagem está disponível na página inicial do site do TRT-15 (em banner rotativo e no Portal do Advogado, para o público externo) e na intranet (magistrados e servidores).    

"A equipe da Escola Judicial selecionou e organizou para cada público-alvo um rico e completo material que, além de orientar a migração para a nova plataforma, servirá como fonte de pesquisa para momentos de dúvidas", destacou a presidente do TRT-15, desembargadora Ana Amarylis Vivacqua de Oliveira Gulla. A magistrada também avaliou que a mudança para o Zoom será facilitada pela experiência dos usuários com a plataforma atual Google Meet, que apresenta muitas semelhanças no modo de funcionar.

Com informações organizadas por grau de jurisdição, o site desenvolvido pela Escola Judicial deve ser acessado preferencialmente pelo navegador Google Chrome. Magistrados e servidores devem usar o login institucional para acessar os conteúdos. Além de sugerir roteiros de aprendizagem e apresentar configurações prévias e informações sobre a participação e a condução de audiências, a página oferece dezenas de manuais e vídeos sobre as funcionalidades da plataforma Zoom, como o uso do celular ou do computador para participar de uma videoconferência, configuração de informações pessoais, agendamentos, personalização de salas de espera, gravação e bloqueio de reuniões e compartilhamento de telas, entre outros. 

Para os magistrados e servidores, o site oferece ainda a possibilidade de assistir a aulas gravadas para esclarecimento de dúvidas, sobretudo para aqueles que utilizarão a ferramenta com mais frequência, como os secretários de audiência, mediadores, equipes dos Centros Judiciários de Métodos Consensuais de Solução de Disputas da Justiça do Trabalho (Cejuscs-JT), Divisões de Execução, Corregedoria Regional, Gabinetes, Turmas, Seções Especializadas e Vice-Presidência Judicial. 

Trabalho remoto e videoconferências

Antes utilizadas eventualmente, as videoconferências para a realização de audiências e sessões tornaram-se o meio preponderante nos órgãos da Justiça do Trabalho após o início da pandemia da Covid-19 e a expansão do trabalho remoto. A decisão de unificar as plataformas foi tomada pelo Ato Conjunto TST.CSJT.GP nº 54/2020.

Na 15ª Região, foi publicada no início de abril do ano passado a primeira portaria regulamentando as audiências virtuais em unidades do TRT-15 (Portaria GP Nº 020/2020). 

Somadas as telepresenciais e presenciais, durante o ano passado, os magistrados de primeiro grau do TRT-15 realizaram 214.477 audiências. No segundo grau de jurisdição, foram 675 sessões de julgamento. 

Clique abaixo para acesso ao site. Magistrados e servidores devem usar o login institucional para acessar os conteúdos.

 

Unidade Responsável:
Comunicação Social